9 de mar de 2017

Ser mulher

Mônica Crema:

Ser mulher é...

Resistência, tanto dentro de si como por aí.
No peito, entramos em conflito com nosso corpo, nos conhecemos, nos aceitamos, nos amamos e nos realizamos. Na mente, criamos expectativas, somos realistas ou simplesmente sonhadoras. Na rua ou na roda de amigos, mostramos que lugar de mulher é onde ela quiser e ao mesmo tempo que andamos na rua com medo, mostramos para nós mesmas e para os outros o quanto o machismo é sério e precisa ser desconstruído.

Empatia, se colocar no lugar de outra mulher.
Uma amiga, parente ou desconhecida. Ver na outra uma companheira e não concorrente. Não somos psicólogas, mas damos conselhos. Somos um livro com infinitas histórias e vivências prontas para serem compartilhadas. Experiências boas ou ruins, mas que geram maturidade, cicatrizes da realidade ou simplesmente felicidade transbordada.

Amar, a si ou alguém.
É ver em outra mulher uma inspiração, mas descobrir que podemos ser nossa própria inspiração. O autoconhecimento é importante. É confiança que floresce dentro da gente. É saber que não precisamos seguir nenhum padrão, mas infelizmente ele ainda há e as vezes até nos entristece, mas temos que lembrar que somos únicas. Ter um parceiro é bom, mas não é obrigatório, da para se transbordar sozinha também.

Luta pelos direitos iguais.
Direito de dividir a conta em um encontro, ninguém é obrigado a pagar sozinho. Direito de ter o mesmo cargo que um homem e ganhar o mesmo salário. Direito de andar na rua sozinha e não sentir medo de ser assediada. Direito de liderar e ser dona de casa sendo respeitada. Direito de ter um filho ou nenhum, sem ser julgada.

Continuar lutando.
Dona de casa, enfermeira, mãe, médica, desenhista, caseira, artista, baladeira, publicitária, blogueira, designer, dentista e advogada... Todas temos algo em comum. Ruiva, morena, loira, cacheada, crespa ou lisa... Todas temos uma luta. Tímida, proativa, criativa, faladeira, sonhadora e surfista... Luta para que acima de tudo sejamos respeitadas. Independente da cor, etnia, corpo possamos seguir nos renovando, nos reencontrando, nos reconstruindo em nós mesmas e inspirando outras.

E por fim, ocupem o espeço de vocês, onde vocês quiserem.
<3 p="">Compartilhe seu pensamento, comente!
Beijos no coração de vocês, Cris :)

21 de jan de 2017

A simplicidade da natureza



2017 já começou, já estamos no finalzinho de janeiro e eu resolvi parar de adiar a volta do blog. Uma das minhas metas para esse ano é voltar de vez com o blog, prometo! Comecei o ano passando uns dias em Arraial do Cabo, no RJ. Fomos na Prainha, praia do Forno e vimos o sol se pôr no Pontal do Atalaia. Não me canso da beleza do simples e deixo aqui em forma de foto meu amor pela natureza, pelo azul do céu e por ele.



  

























Já foi em Arraial? Gostaria de conhecer? Comente!
Beijos, Cris!

2 de abr de 2016

Um parque incrível: Beto Carrero


 Oi, pessoal! Depois de algum tempo, estou de volta ao blog. Minha vida anda muito corrida (explicarei em outro post), mas estava sentindo uma enorme falta do meu cantinho e também tive alguns pedidos de retorno. Farei o possível para manter o blog atualizado.

 Em janeiro desse ano, viajei para Santa Catarina com a família do meu namorado. Fomos ao Beto Carrero World em dois dias. Indico comprarem dois dias, pois o parque é muito grande, se a sua intensão é explorar ao máximo, vale muito a pena. Por conta das filas, um dia não dá para ir em tudo que você quiser, ainda mais se for um dos brinquedos mais famosos do parque.

O parque é incrível, lindo, tem brinquedos, shows e atrações para todos os gostos e idades. Eu, particularmente não gosto muito de brinquedos radicais, mas fiquei apaixonada pelo bondinho que atravessa o parque e pelos brinquedos de água - principalmente pelo Crazy River - e o Castelo Fantasma é muito real, contei os minutos para sair lá de dentro, e assistimos ao show Velozes e Furiosos - mesmo não sendo muito fã de carro/moto é um verdadeiro espetáculo; e no segundo dia almoçamos assistindo ao show Excalibur (a história do rei Arthur e Merlin), até a comida fazia parte do show para que nos sentíssemos como nobres na idade média.
Santa Catarina é lindo e o parque não poderia ser diferente. Dá para tirar muitas fotos legais, porém tirei poucas fotos porque aproveitei bastante e tenho muita vontade de voltar. Algumas imagens:





 



Créditos: A maioria das fotos são meus registros, só Crazy River, bondinho e excalibur que são do google

Tem vontade de conhecer o parque? Já foi? Comente!
Beijos, Cris.